Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

  

 

Planeta Criança



Poesia & Contos Infantis

 

 

 


Adolfo Caminha
Adolfo Caminha

Adolfo Caminha

 

 

Adolfo Caminha foi um escritor brasileiro e um dos principais representantes do naturalismo no Brasil. Sua obra, densa, trágica e pouco apreciada na época, é repleta de descrições de perversões e crimes.

Adolfo Caminha nasceu em Aracati, no Ceará, no dia 29 de maio de 1867. Ainda na infância se mudou com a família para o Rio de Janeiro. Em 1883, ingressou na Marinha de Guerra, chegando ao posto de segundo-tenente. Cinco anos mais tarde, se transferiu para Fortaleza, onde foi obrigado a dar baixa, depois de sequestrar a esposa de um alferes, com a qual passou a viver.

Trabalhava como guarda-marinha quando começou a escrever. Em 1893 publicou "A Normalista", romance em que relatou a história chocante de um incesto, em que Maria do Carmo, a normalista, é seduzida por João da Mata, seu padrinho. Foi para os Estados Unidos e, das observações da viagem, escreveu "No País dos Ianques" (1894).

No ano seguinte provocou escândalo, mas firmou sua reputação literária ao escrever "Bom Crioulo", obra na qual abordou a questão do homossexualismo. Colaborou também com a imprensa carioca, em jornais como Gazeta de Notícias e Jornal do Comércio. Já tuberculoso, lançou o último romance, "Tentação", em 1896.

Adolfo Ferreira Caminha morreu no Rio de Janeiro, no dia 1 de janeiro de 1897.

 

 

 

A NORMALISTA

BOM CRIOULO

NO PAIS DOS IANQUES 

TENTAÇÂO

 

 

Carlos Cunha  Arte & Produção Visual