Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

  

 

Planeta Criança



Poesia & Contos Infantis

 

 

 


Aluísio Azevedo
Aluísio Azevedo

Aluísio Azevedo

 

 

Aluísio Azevedo foi um escritor brasileiro. "O Mulato" foi o romance que iniciou o Movimento Naturalista no Brasil. Foi também caricaturista, jornalista e diplomata. É membro fundador da Academia Brasileira de Letras.

Aluísio Azevedo nasceu em São Luís, Maranhão, no dia 14 de abril de 1857. Levado pelo irmão, o teatrólogo e jornalista Artur Azevedo, viajou para o Rio de Janeiro aos 17 anos de idade. Começou a estudar na Academia Imperial de Belas-Artes, onde revelou seus dons para o desenho. Logo passou a colaborar, com caricaturas e poesias, em jornais e revistas.

Com a morte do pai, em 1879, Aluísio voltou para São Luís e se dedicou a literatura. Publicou seu primeiro romance, "Uma Lágrima de Mulher", em 1880, onde se mostrou exageradamente sentimental e de estilo romântico. Em 1881 editou "O Mulato", romance que iniciou o Movimento Naturalista no Brasil. A obra denunciava o preconceito racial existente na burguesia maranhense Com a reação negativa da sociedade, Aluísio voltou para o Rio de Janeiro.

Aluísio Azevedo abandonou as tendências românticas em que se formara, para, influenciado por Eça de Queirós e Émile Zola, tornar-se o precursor do Movimento Realista-Naturalista. No Rio de Janeiro, passou a viver com a publicação de folhetins românticos a alguns relatos naturalistas. Viveu durante 15 anos do que ganhava como escritor.

Preocupado com a realidade cotidiana, seus tema prediletos foram à luta contra o preconceito de cor, o adultério, os vícios e o povo humilde. Na obra "O Cortiço", Aluísio retrata o aumento da população no Rio de Janeiro e o aparecimento de núcleos habitacionais, denominados cortiços, onde se aglomeravam trabalhadores e gente de atividades incertas. O grande personagem do romance é o próprio cortiço.

Em 1895, com quase quarenta anos, Aluísio ingressou na carreira diplomática, atuando como cônsul do Brasil no Japão, na Espanha, Inglaterra, Itália, Uruguai, Paraguai e Argentina. Durante todo esse período não mais se dedicou a produção literária.

Aluísio Tancredo Gonçalves de Azevedo morreu em Buenos Aires, Argentina, no dia 21 de Janeiro de 1913.

 

 

 A SERPENTE

A MORTALHA DE ALZIRA 

AOS VINTE ANOS 

CASA DE PENSÂO  

COLABORAÇÃO

DAS NOTAS DE UMA VIÚVA

DEMÔNIOS

ERANÇAS

FILOMENA BORGES

FLUXO E REFLUXO

FORA DE HORAS  

FRANÇA JUNIOR

HAMLETO

HENRIQUE VENCESLAU

INSEPULTOS  

INVEJA

LITERATURA NACIONAL

LIVRO DE UMA SOGRA 

MÚSCULOS E NERVOS

NO MARANHÃO

O CORTIÇO 

O IMPENITENTE

O JAPÃO 

O MACACO AZUL

O MADEIREIRO 

O MULATO 

O TOURO NEGRO

PELO CAMINHO  

POLÍTIPO

RENDAS E FITAS  

RESPOSTAS

SIZENANDO NABUCO

ÚLTIMO LANCE

UM FRUTO DA ÉPOCA

UMA LIÇÃO

VÍCIOS

 

 

  Carlos Cunha  Arte & Produção Visual