Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

  

 

Planeta Criança



Poesia & Contos Infantis

 

 

 


Lessing, Doris
Lessing, Doris

Doris Lessing

 

 

Para Doris Lessing, a solidão experimentada na infân­cia e na adolescência foi fundamental na formação de sua sensibilidade e entendimento do mundo. Nasceu a 22 de janeiro de 1919, no Irã, onde seu pai era diretor de um gran­de banco. Logo depois, em 1924, sua família transferiu-se para a Rodésia (atual Zimbábue).

Aí, a autora viveu numa grande fazenda de milho e fumo. Seus vizinhos mais próximos encontravam-se a vários quilômetros de distância. Aos sete anos, foi para um inter­nato católico em Salisbury e não conseguiu adaptar-se; aos catorze, abandonou os estudos por uma educação autodidata. Para viver independente dos pais, trabalhou como telefo­nista e começou a escrever.

Em 1949, foi para a Inglaterra, deixando para trás a Rodésia, onde o contato com o racismo e a exploração dos negros aguçou sua consciência social. Durante algum tempo, militou no Partido Comunista, até desencantar-se de seus princípios. Ao publicar, em 1950, o primeiro livro, "The grass is singing”, provocou um escândalo na Rodésia e na África do Sul, sendo considerada persona non grata. O ro­mance conta a história de um nativo que assassina a patroa, sua amante.

Com o aparecimento de "O carnê dourado" (1962), a escritora ganhou projeção internacional. Neste livro, firmava as características de seu estilo: o lirismo sombrio, o equilí­brio entre raciocínio e intuição, a densidade narrativa. Em seguida, publicou "Os filhos da violência" (1965), onde a personagem central, Martha Quest, tem algo de autobiográfico: trata-se de uma mulher independente e engajada, que, na busca de um sentido para a vida, opta pelo não-conformismo. O tema se repete em "O verão antes da queda".

Mais tarde, em "Roteiro para um passeio ao inferno", Dóris Lessing aborda o tema da loucura e da sanidade através da aventura interior de um professor de literatura internado num hospital. Os padrões de normalidade são analisados como forma de con­trole social e atacados com brilho e originalidade.

Sua produção recente volta-se para a especulação visio­nária em torno de uma humanidade ameaçada pelo perigo da destruição total. Este é o cenário de "Memórias de um sobrevivente", onde um colapso atinge as bases econômicas e tecnológicas do mundo atual. A essa linha pertence tam­bém seu último romance, "Shikasta": uma fábula sobre a vida no planeta Terra depois de uma conflagração mundial.

 

 

 

 

A TERRORISTA

GATOS E MAIS GATOS  

MEMÓRIAS DE UM SOBREVIVENTE

OPERAÇÃO SALVAMENTO  

OS CASAMENTOS ENTRE AS

ZONAS TRÊS, QUATRO E CINCO

O SONHO MAIS DOCE  

O VERÃO ANTES DA QUEDA

ROTEIRO PARA UM PASSEIO NO INFERNO

SHIKASTA

 

 

 

 

  ... o encontro dos maiores autores da Literatura Mundial