Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

  

 

Planeta Criança



Poesia & Contos Infantis

 

 

 


SÉRIE A FAMÍLIA FORSYTE
SÉRIE A FAMÍLIA FORSYTE

 

 

                                                                                                                                   

 

 

 

 

 

 

 

Todas as pessoas privilegiadas que assistiram a uma das festas de família realizadas em casa dos Forsyte gozaram de um espectáculo ao mesmo tempo encantador e instrutivo: o de uma família da alta burguesia em grande gala. Mas, se algum desses eleitos fosse dotado de agudeza psicológica - qualidade sem nenhum valor monetário e devidamente ignorada pelos Forsyte, seria testemunha de uma cena que, embora sem nada de especialmente agradável, ilustraria um obscuro problema humano.

Noutros termos: da reunião dessa família - da qual entretanto não se poderiam designar três membros ligados por um sentimento que merecesse ao menos o nome de simpatia - o nosso observador concluiria pela evidência da misteriosa e concreta coesão que faz da família uma tão formidável unidade social, uma tão exacta miniatura da sociedade. Sentir-se-ia admitido aos confusos caminhos trilhados pelo progresso social, compreenderia alguma coisa da vida patriarcal, desde o enxamear das hordas selvagens ao alvorecer e à queda das nações. Seria como alguém que, tendo assistido à plantação e ao crescimento de uma árvore - modelo de tenacidade, de isolamento e de êxito -, no meio de centenas de outras plantas, que...

 

 

 

 

O instinto de propriedade nunca permanece inactivo. Através de florescências e rixas, de geadas e incêndios, ele acompanha as leis do progresso, mesmo na família Forsyte, que supõe havê-lo fixado para sempre. É que ele não pode desassociar-se do meio ambiente, tal como a batata não pode deixar de depender da qualidade do solo onde cresce.

O historiador do povo inglês, na década de 1890, deve descrever a evolução algo rápida da sua auto-satisfação e contido provincianismo para um grau muito maior de auto-satisfação e menos contido imperialismo - por outras palavras, o desenvolvimento do instinto possessivo da nação. E assim, em conformidade com essa evolução, decorreu a evolução da família Forsyte. Eles desdobraram-se não só na superfície, mas internamente.

Quando, em 1895, Susan Hayman, a única Forsyte casada, foi incinerada, depois de ter ido reunir-se ao marido na idade ridiculamente curta de setenta e quatro anos, o facto abalou muito pouco os seis Forsyte da velha geração...

 

 

 

Na tarde de 12 de Maio de 1920, Soames Forsyte saiu do Knightsbridge Hotel, onde estava hospedado, com a intenção de visitar a exposição de pintura de uma galeria em Cork Street e dar uma olhadela para o futuro. Pôs-se a caminhar. Desde a guerra, nunca apanhara um táxi, se o podia evitar. Na sua opinião, os motoristas eram gente estúpida e incivil, embora, agora que a guerra terminara, com a oferta de mão-de-obra a tornar-se muito maior que a procura, eles, de acordo com os costumes da natureza humana, já fossem voltando aos modos antigos. Mas Soames não lhes perdoava, identificando-os intimamente com desagradáveis lembranças, e agora, obscuramente, como todos os membros da sua classe, identificando-os também com a revolução. A enorme ansiedade que o maltratara durante a guerra e a ansiedade maior que o possuíra depois de iniciada a paz produzira consequências psicológicas importantes na sua tenaz natureza. Tantas vezes se imaginara arruinado que deixara de acreditar na...

 

 

 

 

 

                      

O melhor da literatura para todos os gostos e idades