Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

  

 

Planeta Criança



Poesia & Contos Infantis

 

 

 


Tchecov
Tchecov

Anton Pavlovitch Tchecov

 

 

Anton Pavlovitch Tchecov (Taganrog, 29 de janeiro de 1860 — Badenweiler, 15 de julho de 1904), foi um médico, dramaturgo e escritor russo, considerado um dos maiores contistas de todos os tempos.Em sua carreira como dramaturgo criou quatro clássicos e seus contos têm sidos aclamados por escritores e críticos.Tchecov foi médico durante a maior parte de sua carreira literária, e em uma de suas cartas ele escreve a respeito: "A medicina é a minha legítima esposa; a literatura é apenas minha amante."

Tchecov renunciou do teatro e deixou de escrever obras teatrais após a péssima recepção de A Gaivota em 1896, mas a obra foi reencenada e aclamada em 1898, interpretada pela companhia Teatro de Arte de Moscou de Constantin Stanislavski que interpretaria também Tio Vânia, As Tres Irmãs e O Jardim das Cerejeiras. Estas quatro obras representam um desafio para os atores, bem como para o público, porque no lugar da atuação convencional Tchecov oferece um "teatro de humores" e uma "vida submersa no texto". Nem todos apreciaram o desafio: Liev Tolstói disse a Tchecov: "Sabe, eu não consigo tolerar Shakespeare, mas suas peças são ainda piores". No entanto, Tolstói admirava os contos de Tchecov.

A princípio Tchecov escrevia simplesmente por razões financeiras, mas sua ambição artística cresceu, e ele fez inovações formais que influenciaram na evolução dos contos modernos. Sua originalidade consiste no uso da técnica de fluxo de consciência, mais tarde adotada por James Joyce e outros modernistas, além da rejeição do propósito moral presente na estrutura das obras tradicionais. Ele nunca fez nenhum pedido de desculpas pelas dificuldades impostas aos leitores, insistindo que o papel de um artista era o de fazer perguntas, não o de respondê-las.

 

  

  

 

A APOSTA

A BOTICÁRIA 

A COMENDA

A CONDECORAÇÃO

A DAMA DO CACHORRINHO 

A ENFERMARIA NÚMERO SEIS

A ESPOSA

A FEITICEIRA

A LINGUARUDA 

A MORTE DO FUNCIONÁRIO  

A MULHER DO FARMACÊUTICO  

AS TRÊS IRMÃS  

A OBRA DE ARTE 

BORBOLETA  

CRONOLOGIA VIVA 

DÔ-DOCE

NO MAR DACRIMÉIA  

O ADULADOR 

O BILHETE PREMIADO 

O BISPO  

O INIMIGO 

OLHOS MORTOS DE SONO  

O MONGE NEGRO    

O MENDIGO

O VINGADOR  

SEM TÍTULO

UMA CURISTA

UM ASSASSINATO

UM CASO MÉDICO  

VIZINHOS

 

 

Carlos Cunha  Arte & Produção Visual