Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

  

 

Planeta Criança



Poesia & Contos Infantis

 

 

 


Bertrand Russell
Bertrand Russell

Bertrand Russell

 

 

Bertrand Russell foi o filho de John Russell, Visconde de Amberley e Katrine Louisa Stanley. Seu avô paterno foi lord John Russell, primeiro Conde de Russell, que foi duas vezes primeiro-ministro com a Rainha Victoria. Seu avô materno era Edward Stanley, 2º Barão Stanley de Alderley. Além disso, era afilhado de John Stuart Mill, que ¯aunque nunca conheceu Russell¯ exerceu uma profunda influência sobre seu pensamento político através de seus escritos.

Russell ficou órfão com a idade de 6, após a morte de sua irmã e sua mãe (a partir de difteria) e então seu pai, que não conseguiu recuperar da perda de sua esposa e filha e eventualmente abandonado para morrer em 1878. Russell e seu irmão Frank mudou-se para Pembroke Lodge, residência oficial da coroa onde real por favor viveu John de senhor seu avô e sua avó lady Russell, que seria responsável por educá-lo. Apesar do fato de que seus pais tinham sido liberais radicais, sua avó, embora liberal na política, era muito estritas idéias morais, Russell tornou-se uma criança tímida, retirada e solitária. Eu costumava passar muito tempo na biblioteca de seu avô, onde cedo mostrou um grande amor pela literatura e história. Os jardins da casa eram o lugar favorito de pequena o Russell e passaram muitos dos momentos mais felizes de sua infância lá, meditando na solidão.

Russell era um conhecido pacifista durante a primeira guerra mundial, que acabou por levá-lo para a prisão por seis meses pela publicação de artigos e panfletos.

Com sua segunda esposa, Dora Black, estabelecido em Beacon Hill, Londres, de 1927 a 1932, uma escola infantil inspirado em uma pedagogia progressiva e despreocupada que pretendia ser livre de preconceitos. A escola reflete a idéia de Russell, que as crianças não devem ser obrigadas a seguir um currículo acadêmico rigoroso.

Terceiras núpcias com Patricia Spence realizada em 1936, e em 1938, foi chamado para a Universidade de Chicago, para dar palestras sobre filosofia. Ele ainda estava lá quando eclodiu a segunda guerra mundial, passando nesta ocasião de pacifismo na primeira mostrada para oferecer suporte a autorização para as forças aliadas contra o exército nazista alegando que um mundo onde o fascismo era a ideologia reinante seria um mundo onde o melhor da civilização teria morrido e não seria digno de ser vivido.

Após a segunda guerra do mundo, Russell está totalmente envolvido na tarefa de evitar a guerra nuclear e assegurar a paz através de uma organização internacional apropriada, iniciando uma fase de ativismo político que levaria a sua segunda prisão aos 90 anos.

Em 1950, recebeu o prêmio Nobel de literatura em "reconhecimento de seus escritos variados e significativos, em que ele defende os ideais humanitários" e liberdade de pensamento.

Em 1952, com a idade de 80 anos, ele se juntou a  quarta esposa Edith Finch, nos braços de quem morreu pacificamente em 1970, com 97 anos de idade.

 

 

“Porque Não Sou Cristão”

e outros ensaios sobre religião e assuntos correlatos

 

 

 

Carlos Cunha        Arte & Produção Visual

 

 

Planeta Criança                                                             Literatura Licenciosa